Porque reformar sua casa?

 Porque reformar sua casa ao invés de construir uma casa nova? A resposta é simples, o custo. Uma vez que para construir uma casa nova você precisa começar adquirindo um terreno, ou gastar com a demolição da construção existente, o que demanda gastos, e começar do zero.  Por outro lado a reforma pode ser feita de dois modos: a Reforma total da casa ou a reforma parcial. No primeiro caso, permite-se que se use a estrutura já existente, ou, no segundo caso, fazendo a reforma de forma parcial, ou seja, por cômodos, o que lhe permite ir se planejando aos poucos.

Além do mais as construções têm uma vida útil estimada em 30 anos, podendo se estender por mais uma ou duas décadas com reformas e ou boas manutenções. Por outro lado, se não houver boa manutenção do imóvel, e reformas periódicas, a construção provavelmente precisará de uma reforma tão grande que pode ser mais compensador demolir o existente e fazer uma obra nova. Por isso é importante ficar alerta aos sinais que sua casa dá, pedindo reformas ou pequenos reparos.

 Vamos falar sobre algumas “patologias” residenciais, ou melhor, dizendo, indícios de que a casa está precisando de reformas, ou que pelo menos já chegou a hora de fazer sua manutenção.

Vamos começar com o mais comum dos problemas em construções:

IMG-20160426-WA00071º – Infiltração:

É o primeiro indício de problema na construção. Acontece tanto em apartamentos, como em casas. A umidade ou infiltração pode vir do piso, das paredes ou do teto e, se não resolvida, pode chegar a danificar estruturas. A água penetra em todos os locais, sem exceção. E sua presença gera umidade e problemas nos materiais usados na construção, causando sérios prejuízos. Os prejuízos podem ser estéticos: como manchas na pintura, pisos soltos, revestimentos descascados; financeiros: como a desvalorização do patrimônio; problemas de saúde ao usuário, provocados pelo mofo, bolor etc.; e até de segurança: como oxidação das estruturas de proteção, batentes de janelas e portas.

Para que isso não ocorra faz-se necessário tomarmos alguns cuidados desde o início da obra; com um projeto de impermeabilização que leva em conta o tipo de solo, aterros e escavações. É comum encontrarmos umidade nos ambientes, causada pela presença de terra do outro lado da parede. É um problema bastante comum, que muitos usuários enfrentam com o vizinho, porque construiu a casa dele num nível de terreno acima do nível de sua casa. Ou que o usuário cria para si mesmo, quando faz escavações para construir uma garagem, deixando as paredes em contato com a terra.  Ou porque a impermeabilização dos baldrames ou cintas foi negligenciada no início da obra,

baldrame

Baldrames impermeabilizados

de maneira a proteger a alvenaria contra a umidade ascendente, ou seja, a água do solo atinge o baldrame e sobe pela alvenaria, atingindo-a até a altura de 1 metro. Essa patologia manifesta-se com a destruição do revestimento e da pintura da parede, surgindo empolamentos que se decompõem com leve pressão das mãos.

A impermeabilização de paredes é outro processo essencial nas construções atualmente. E, assim como na área externa e mais exposta das construções, ela também pode ser aplicada nas paredes tanto internas, quanto externas. A impermeabilização irá atuar evitando que infiltrações, umidade, fungos e mofo possam danificar as paredes. O processo de impermeabilização deve ser feito no período de construção das edificações, no entanto, como muitas vezes não é considerado tão importante, apenas mais tarde a impermeabilização é realizada, sendo que em alguns casos, é necessário remover até o reboco para então começar a impermeabilização da área afetada.

IMG-20160426-WA0013

Remoção do reboco

Seja qual for o caso, vale a mesma solução: aplicar argamassa polimérica bi componente, à base de cimento, agregados minerais inertes, polímeros acrílicos e aditivos. Há também no mercado, placas antiumidade,  que absorvem e micro-evaporam a umidade da parede progressivamente.

A impermeabilização de lajes: a falta de impermeabilização ou a má impermeabilização  da laje pode, além de danificar a superfície, corroer as armaduras, gerar problemas com a instalação elétrica e ainda comprometer a estrutura. Além de claro, danificar o acabamento, como pinturas, sancas ou rebaixamento em gesso.

img-3149-001-135522_135522

Laje com infiltração

 É por isso que a laje necessita da impermeabilização flexível, pois acompanha a estrutura e evita o aparecimento de novos danos na superfície.

Ainda falando em infiltrações, temos um problema muito comum e que cedo ou tarde acomete quase todas as residências, que são as calhas, ou a funilaria de modo geral.CalhasRufosElicosGoteirasLigue-Agora-20160203194349Quando mal feitas/instaladas ou por falta de limpeza e manutenção, ou mesmo porque já chegou o momento de substituí-las. De modo que é preciso ficar atento a elas, para não ter problemas maiores depois.

Resumindo, a execução dos serviços com equipes especializadas e a manutenção periódica mantêm a qualidade e a durabilidade da construção.

Considerando todas as vantagens que são oferecidas pelos serviços de impermeabilização, escolha uma boa empresa para realizá-lo, com profissionais que entendem do assunto e evite problemas, que sem dúvida podem acontecer.

2º – Instalações:

Podem levar a sérios problemas, mas sua “validade” varia muito de acordo com a construção e qualidade dos produtos utilizados durante a execução do projeto.

As instalações envolvem fiação elétrica, estrutura hidráulica, tubulação do esgoto, ar-condicionado,  automação residencial e tubulação de gás.

cables-1080555_1920 Quanto na parte elétrica, casos de curto circuito e quedas repentinas de chave elétrica, por exemplo, podem ser indicadores de que a fiação é muito fina, antiga ou que o quadro de energia não está mais dando conta da demanda da residência, principalmente quando o imóvel é mais antigo e passou a ter uso de mais equipamentos eletrônicos, nesses casos, é recomendada a troca da fiação para evitar acidentes graves e até mesmo incêndios.

Canos estourados ou retorno de água pelo ralo indicam que está na hora de reformar a pipe-406906_1920parte hidráulica do imóvel. Se a casa for antiga, provavelmente a tubulação foi feita de tubos metálicos, e se ainda não foram trocados, já deve estar na hora de dar uma revisada. Atualmente os materiais  mais utilizados são o PVC (ou cloreto de polivinila), o PPR (ou polipropileno random), o CPVC (ou cloreto de polivinila clorado) e o PEX (polietileno reticulado ou com ligação cruzada).

Com a  instalação de gás o cuidado deve ser  redobrado.

central-gas-1Revisões garantem o bom funcionamento do aparelho e evitam acidentes causados pela queima irregular do gás e desgaste e natural do aquecedor. Fuligem escura saindo do sistema de exaustão e a alteração da cor da capa do equipamento, que deixa de ser branca, também demandam atenção. SGRD_3679899_2_Aq.RINNAICond.MASSIMO2Vale ainda acompanhar o funcionamento do aparelho para detectar se está aquecendo muito ou emitindo um ruído incomum. “Ao menor sinal de problema, a orientação é buscar uma empresa credenciada”.

(fonte: IBDA, ecivil)

3° Acabamentos:

É claro, que não dá pra acompanhar todas as mudanças e novidades do mundo dos acabamentos, afinal, surgem novos lançamentos todos os dias. Mas não precisa deixar os acabamentos de sua residência “se acabarem” para trocá-los, embora pinturas, acabamentos e decoração naturalmente se desgastam com o tempo, e esse é mais um sinal da necessidade de uma reforma, assim como a troca de louças, telhado, revestimentos, papel de parede, etc. Ficar de olho no que vem de novo por aí, pode ser uma boa opção para quem deseja dar uma mudada no visual da casa.

Essas mudanças podem vir acompanhadas de outros motivos para reformar ou ainda para repaginar totalmente o imóvel, mas é importante lembrar que a manutenção é sempre mais fácil e econômica do que a substituição desses acabamentos. Como por exemplo, os pisos de madeira, taquinhos, tipo parquet, que são de excelente qualidade, bom gosto e valorizam o imóvel, neste caso sugerimos a restauração do piso de madeira, ao invés de sua troca.

4° – Arquitetura: AnteseDepois

Tudo muda, e guando falamos em Arquitetura então!!! sempre tem novidade. Que tal  repaginar o imóvel? Mudar a fachada, fazer um telhado diferente, mudar a decoração, os revestimentos, modernizar tudo ou apenas deixar tudo com o seu perfil, com o seu gosto, estes também são ótimos motivos para reformar.

5° –  Comprar um  imóvel usado:

Quem nunca achou um imóvel com localização perfeita, espaço ótimo e até área externa, mas a sala é muito pequena ou é antiga, é possível quebrar paredes para ampliar a sala? ou ainda trocar a fiação elétrica do imóvel? substituir os revestimentos que são muito antigos? as louças, e acessórios do banheiro estão na hora de serem trocados? ou ainda as janelas e portas estão enferrujando ou com cupim? enfim, é nesse momento que uma reforma é sempre bem-vinda para adaptar a residência à necessidade do comprador.

6° – Esquadrias: 

janelas-antigas-de-madeira-12

Janela antiga

Com o tempo é normal que, além das perdas estética, elas comecem a emperrar ou não estejam mais isolando e protegendo o interior do imóvel. Ao trocá-las, o ideal é investir em esquadrias mais novas, de fácil manutenção, com vidro duplo para isolamento térmico e sonoro, por exemplo.

7º – Mudança no Estilo de vida: 

dolls-house-1473948_1920A mudança do estilo e da situação de vida dos moradores também pode pedir uma reforma para adaptar e renovar os ambientes. Bebês nascem, filhos saem de casa, mas seus quartos continuam lá ou ainda nunca foram planejados, ou alguém que morava sozinho e agora se casou, uwoman-1459220_640m quarto que agora precisa virar home office, ou uma cozinha que ficou muito pequena, ou uma sala que era ideal agora já não recebe mais tão confortavelmente os amigos.. de qualquer maneira a medida que o tempo passa, mudamos nosso estilo de vida e isso pede uma mudança no imóvel. E quem disse que precisa gastar horrores? As vezes, pequenos detalhes farão toda a diferença,  colocar almofadas, plantas,  quadros, ou apenas trocar a cor das paredes, e/ou até a cor dos móveis, uma nova textura, um novo conceito trará vida nova e satisfação.

E então gostou das dicas? Continue de olho…siga-nos, faça perguntas ou solicite uma visita, afinal de contas, do piso ao teto, você de Pé Direito.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s